«

»

Câmara diz não ao aumento do IPTU em Caçapava

Sem aumento do IPTU, Caçapava prevê cortes em 2018

Esperada pelo governo Fernando Diniz (PV) para a última  terça-feira (26), a sessão extraordinária que poderia votar novamente o projeto que altera a planta genérica de valores de Caçapava sequer foi realizada pela Câmara Municipal de Caçapava.

Como já havia sido rejeitado,  o texto precisaria do aval de pelo menos sete dos dez vereadores para voltar à pauta ainda este ano, mas nenhum parlamentar caçapavense concordou.

Com isso, terminou frustado o plano do prefeito de aumentar a arrecadação do IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) em 2018.

A elevação da receita seria de 23%, passando de R$ 15,1 milhões em 2017 para R$ 20,1 milhões no ano que vem.

Esta era a principal aposta da prefeitura para minimizar o rombo no orçamento da cidade, que seria de R$ 20 milhões em 2018.

O prefeito afirmou que deverá realizar uma reunião com o setor de finanças para decidir cortes.

“Caçapava é uma cidade orçamentariamente vulnerável. Sem essa medida [aumento do IPTU], agora vamos ter que cortar verbas de outros setores para suprir as necessidades do município. Isso poderá trazer consequências para a população”, afirmou.

Link permanente para este artigo: http://jornalviavale.com.br/camara-diz-nao-ao-aumento-do-iptu-em-cacapava/