«

»

Eleições 2018

Após voto, Haddad acena a adversários e cobra debate com Bolsonaro

Do lado de fora, militantes petistas entoavam gritos de ordem contra moradores de prédio na mesma rua, que bateram panelas durante voto de Fernando Haddad.

O candidato à Presidência Fernando Haddad, do Partido dos Trabalhadores (PT) na hora do seu voto  em São Paulo –

O candidato do PT à Presidência, Fernando Haddad, votou no domingo  dia  7 na Brazilian International School (BIS), escola particular na zona sul da cidade de São Paulo. Após a votação, o petista pediu a “ampliação” da aliança em torno do seu nome em um eventual segundo turno contra o “risco desnecessário de perder as conquistas dos últimos trinta anos”, em referência ao período da redemocratização brasileira.

Haddad estava acompanhado da esposa, Ana Estela, e dos candidatos petistas ao Senado em São Paulo, Eduardo Suplicy e Jilmar Tatto. Do lado de fora, militantes do partido e moradores de um prédio na mesma rua, que fica em Moema, um bairro nobre da capital paulista, se desentendiam. De um lado, os vizinhos à escola batiam panela. De outro, os militantes petistas entoavam um grito de ordem: “Bate panela, pode bater, quem tira o povo da miséria é o PT”.

Em coletiva após votar, o candidato petista afirmou que seu principal adversário,Jair Bolsonaro (PSL), se “esconde nas redes sociais” e prega o voto útil por uma vitória em primeiro turno por ter “muita dificuldade em debater”. “Ele não tem equipe nem projeto. Eu entendo essa ansiedade de liquidar no primeiro turno, mas para o Brasil vai ser melhor (haver segundo turno). Comparar os dois projetos, sobretudo porque ele é um político tradicional, com 28 anos de estrada e pouco serviço prestado ao Brasil”, afirmou o ex-prefeito de São Paulo

Link permanente para este artigo: http://jornalviavale.com.br/?p=17431