«

»

Denúncia

Vereadora ‘Preta da Rádio’   faz denúncia por  uso de verba publicitária em Caçapava

Que turma do Casseta que nada! Todo dia é dia de dar risada com a “rádia”.

Pela manhã, das  8 a 10 horas, você pode se divertir a valer com o verdadeiro ‘Café com bobagens’.

O programa é divertido porque o seu âncora ‘assassina a lingua portuguesa’  e virou piada na “Cidade Simpatia”.

 O programa de jornalismo  é uma  verdadeira cruzada contra a atual administração municipal porque o governo  não libera verba publicitária para a “rádia”.

 Antes, quando havia verba publicitária e hoje sem dinheiro oficial é visível.

 Ex- prefeito Rinco liberou em 2015  ‘(R$85.000,00)’ de verba publicitária para a Rádio onde trabalha a vereadora “Preta da Rádio”

A vereadora “Preta da Rádio” seguindo a cartilha da emissora, fez denúncia  contra a atual administração municipal.

 A vereadora Preta da Rádio (PSC) protocolou no Ministério Público uma denúncia de suposto abuso do dinheiro público por parte prefeito Fernando Diniz (PV).

De acordo com a parlamentar, as suspeitas foram constatadas depois que ela recebeu um relatório dos gastos com publicidade realizados pelo governo.

Foi  protocolada  denúncia no início de mês, apontando  o gasto de R$ 45 mil com a realização de uma pesquisa,  visando mapear os desejos e necessidades do município. A vereadora fez a cotação do mesmo serviço em uma empresa da cidade e revelou que o trabalho poderia ter custado R$ 5 mil — ou seja, a prefeitura teria pagado nove vezes a mais.

A outra denúncia  é referente à destinação de R$ 156 mil de verba do município para o monitoramento de redes sociais e do site da prefeitura, o que, de acordo com a parlamentar, não condiz com a situação financeira enfrentada na cidade.

OUTRO LADO.

A prefeitura de Caçapava afirmou que a publicidade do município respeita o orçamento aprovado pelo Legislativo para 2018.

A administração afirmou ainda que houve redução de gastos em comparação ao governo anterior  e que os trabalhos de publicidade ainda abrangem o sistema de ouvidoria.

O serviço de publicidade é prestado pela agência Mestra, empresa licitada no ano de 2009 e que renovou via licitação em 2015.  

A divulgação dos gastos de publicidade é uma obrigação prevista na Lei Orgânica do Estado e está disponível no portal da transparência do município.

Na gestão do ex-prefeito Rinco a parlamentar e a rádio não criticavam as despesas com publicidade, porque a emissora era beneficiada com uma ‘generosa’  verba publicitária. Somente em 2013 o desgoverno Rinco utilizou R$1.08 milhões da verba em publicidade.

A péssima gestão do ex-prefeito  não serve como base de investimento, apesar de contar  com um departamento de comunicação, na época na havia   uma política de atender todas as secretarias, comprometendo o acesso da informação à população, mas mesmo assim gastou no último semestre de 2015 a quantia de QUASE MEIO MILHÃO DE REAIS (R$468.329,75), e quase 20% deste valor, R$100.000,00 reais (R$85.000,00) investindo em uma única rádio local, a Rádio Capital FM, onde a vereadora trabalha.

Nesta época o ex-prefeito por ser “generoso” com a famosa “rádia” não recebia criticas da emissora.

Link permanente para este artigo: http://jornalviavale.com.br/?p=16676